Intelligent Routing Blog


Método de faturamento do percentil 95 explicado

04/01/2013

Há muita confusão em torno da medição da largura de banda do percentil 95. Portanto, este blog destina-se a fornecer informações detalhadas sobre o percentil 95 e como ele se comporta em comparação com outros métodos de medição de largura de banda.

O percentil 95 é um método de medição do uso da largura da banda que permite aos clientes estourarem um pouco sua taxa comprometida, dando ao portador uma capacidade de escalar seu faturamento com o custo da infra-estrutura e de trânsito comprometida. É uma alternativa tanto para os dados fixos ou reais de transferência de métodos de pagamento, que são comumente vistos fora do Centro de Dados onde o estouro errático ou é proibido ou multado com contas maiores. O percentil 95 permite que um cliente experimente uma pequena explosão no tráfego sem cobrança adicional. Este método estabelece que em 95% das vezes, o uso é em torno ou abaixo do valor especificado. Por outro lado, 5% do tempo, o uso pode ser estourado além desta taxa. Um fator importante de mal-entendido é a semelhança do percentil 95 com a média de uso de largura de banda. O percentil 95 não é uma média. O percentil 95 representa o valor que sua largura de banda está acima ou abaixo 95% do tempo.

O relatório é simples. A cada 5 minutos, seu circuito é amostrado pela quantidade total de bytes transferidos. Esta quantidade de dados é em média mais de 300 segundos para estimar a taxa de transferência média para o período de tempo mencionado por segundo. Estas médias são recolhidas a cada 5 minutos e são armazenadas numa base de dados. Quando o mês é longo, os dados são organizados de cima para baixo com o top 5% de pontos de dados sendo ignorado. Os dados mais altos subsequentes mostrados depois disso tornam-se o percentil 95 médio. Assim, 5% mais rápido do seu tráfego ou 36 horas mais velozes do mês são anuladas.

CIR - Taxa de Informação Entregue

CIR ou Taxa de Informação Entregue é um método de cobrança que garante que, mesmo que sua empresa compartilha um conjunto de largura de banda com um número de outros usuários, você obterá, pelo menos uma parte dela, independentemente de quão ocupada a ligação fica. Então, dependendo da velocidade que você escolher, você a obtêm em uma base constante, independentemente de quantos usuários estejam inscritos para o transportador. Sua conexão torna-se independente, no entanto, você definitivamente vai ter que pagar por esse benefício.

Vantagens do percentil 95 sobre o CIR

Com o 95, as empresas podem pagar por aquilo que elas utilizam (até certo ponto) ao invés de ter um limite de largura de banda utilizada. É muito importante com o modelo CIR calcular com precisão a quantidade de largura de banda que a empresa usará, pois não será capaz de ir além dessa taxa sem atualizar a velocidade de conexão da empresa, o que não é o caso com a flexibilidade do percentil 95. Não há nenhuma necessidade para as transportadoras definirem limites e aplicarem várias políticas para manter o tráfego abaixo da taxa comprometida do cliente. Portanto, a medição do percentil 95 reduz a infra-estrutura do provedor e os gastos de gestão.

Uso Efetivo

O método de Uso Efetivo é calculado pela medição da taxa de transferência real. É algo semelhante ao método percentil 95. Apesar de, em vez de medir a taxa, o operador pode registar a quantidade de dados transferida ao longo do circuito para o intervalo de tempo especificado.

Vantagens do percentil 95 sobre o Uso Efetivo

Quando comparado com a medição do Uso Efetivo, o percentil 95 parece ser muito menos volátil. As empresas obtêm a largura de banda mínima garantida que os comprometem a escalar um melhor fluxo de capacidades. Clientes são muito mais cobrados do que para a mesma quantidade de dados quando se aplica o método de faturamento de Uso Efetivo, considerando-se que o efeito de um tráfego rompido é maior e é mais problemático para se preparar.

O percentil 95 tem como objetivo encontrar um meio termo entre a escalabilidade, volatilidade e o custo para o transportador e o cliente, lidando com essa tarefa muito bem. No entanto, nenhum método é perfeito. O percentil 95 é mais volátil do que a Taxa de Informação Entregue nos meses predominantemente rompidos e as demonstrações mensais podem diferir dramaticamente. Percentil 95 pode fazer você pagar por uma grande quantidade de largura de banda ociosa.

Fornecedores de Serviços Multi-homed e Empresas enfrentam o desafio de manter o seu uso de tráfego abaixo do nível comprometido com cada um de seus provedores. O recurso da PRI da Noction de Controle Comprometido aborda isso, incorporando estruturas de faturamento em seus modelos políticos. Ele permite manter o nível de comprometimento em um valor pré-configurado.

Hoje em dia o percentil 95 é um dos métodos de cobrança mais comuns utilizados pelos ISPs. Plataformas de Roteamento Inteligente como a PRI ajudam os Provedores de Serviço a fim de evitar gastos desnecessários, que ocorre cada vez que seu tráfego tenta ultrapassar o percentil 95.

‹  Back to the list